janeiro 17, 2018

CHARLES CHAPLIN

Arte: Yuko Shimizu

“Quando me amei de verdade, me libertei de tudo que não é saudável: pessoas e situações, tudo e qualquer coisa que me empurrasse para baixo. 
No início a minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que isso se chama amor por si mesmo.” 

ABUSO SEXUAL

A vocalista da banda irlandesa The Cranberries, Dolores O'Riordan, 46 anos, encontrada morta num hotel em Londres, conseguiu: se matou  – na minha opinião.

Em 2013, à revista LIFE,  ela contou que foi abusada dos 8 aos 12 anos de idade, por uma pessoa de confiança da família.

"Eu era só uma menina", disse O'Riordan. Por anos, a cantora manteve segredo sobre os abusos, enquanto se culpava pelo que havia ocorrido. Conviveu com anorexia, crises nervosas, abuso de álcool e pensamentos suicidas. Em 2011, no funeral de seu pai, reencontrou seu abusador, depois de anos sem vê-lo.

O abuso sexual está muito perto de todos nós. Pai, padrasto, tio, avô, primo, vizinho... O abusador pode começar precocemente. Foi um dia, abusado também.

Quando descoberto, a criatura nega. A família, com vergonha, nega também. O pior: não busca ajuda. E o abusador continua atacando crianças por toda a vida - até o dia em que é preso.

Na minha cidade, é revoltante o caso de um ex-promotor, de um ex-presidente de bairro...



NOVO VAN GOGH


Alvoroço nos muuseis, entre colecionadores: especialistas holandeses confirmaram a descoberta de uma nova tela de Vincent Van Gogh.

O desenho desconhecido de uma cena em Paris chama-se "A Colina de Montmartre com a Pedreira" (tradução livre de De heuvel van Montmartre met steengroeve) é de março de 1886 e começou a ser desenhada pelo artista  durante seus estudos na academia da Antuérpia.

O quadrinho – sic -  é investigado desde 2013 e apresentada ao Museu Singer, em Laren, na Holanda. Pode ser conferido até 6 de maio, junto a obras de Monet, Renoir e Picasso como parte de uma exposição de impressionistas, pós-impressionistas e expressionistas.


Desde 1970, quando foi feito o último catálogo de Van Gogh, foram descobertos nove desenhos e sete pinturas do artista holandês. O mercado surta...

SEGURANÇA SEXUAL

Surge um novo aplicativo: “Legal Fling” e vai rodar em iPhones e Androids.

Vai mandar uma mensagem pedindo sexo - com o consentimento formal - para quem recebe... Uma espécie de  contrato. Utiliza a mesma tecnologia de seguranças das criptomoedas, Blockchain. Compatível com WhatsApp, Telegram, Facebook Messenger ou SMS.

Serve para quebrar o gelo, mas também como um pequeno termo de ajuste de expectativas no qual o que é esperado é explicitado. Deve salvar qualquer um de acusações posteriores – pensam os criadores.

“Você pegou um vídeo ou foto picante? Você não quer que isso seja viral! Com o LegalFling, qualquer vazamento de metragem é uma violação do contrato e fácil de levar a juízo.”

Aqui: https://legalfling.io/

 Bom...  A Suécia está à beira de aprovar uma lei em que consentimento explícito, por escrito, claro, será obrigatório antes de qualquer relação sexual.

janeiro 15, 2018

AIMAR LABAKI

“Futuro que não é construído 
com pedaços do passado 
é fantasia.

E não serve para novo passado.

O SEGREDO DE SOKOLOV




Quantos filmes já assistimos sobre os campos de concentração alemães? Dezenas. Um mais terrível que outro. 

Sabemos que os prisioneiros judeus traziam a tatuagem de um número tremulo no braço.

Quem fazia esse “serviço” para identificação?
Um cara chamado Sokolov, ele mesmo o número 32407. 

Esse segredo acaba de ser  revelado depois que o tatuador completou 80 anos de idade, em Melbourne, na Austrália, onde viveu.

Sokolov foi tatuador no inferno de Auschwitz:

"Esse homem, o tatuador de um dos mais infames campos de concentração, manteve seu segredo seguro na crença equivocada de que ele tinha algo a esconder", diz a escritora Heather Morris, que passou três anos registrando a história de Sokolov antes de ele morrer, em 2006.

Prisioneira 34902



Em julho de 1942, Sokolov recebeu mais um pedaço de papel, dessa vez com os números 34902, que deveriam ser tatuados numa garota. Era Gita. A partir, daí, um romance digno de cinema ...



Baseado nas histórias de Sokolov durante a Segunda Guerra Mundial, Heather Morris escreveu o livro O Tatuador de Auschwitz, lançado agora, dia 11 de janeiro, no Reino Unido.


... também aguardo tradução.


BIOGRAFIAS QUE INSPIRAM?

Nas livrarias,  “Rondon, Inventários do Brasil 1900-1930”, sobre o marechal indianista que se tornou o marco das expedições que mapearam e desvendaram o país na Primeira República. 

Rondon tinha a missão de encontrar tribos indígenas e despertar, nelas, um sentimento de brasilidade e patriotismo, de acordo com o positivismo do tempo. Ao mesmo tempo, hábil com as mídias de então, produziu alguns pequenos filmes apresentando ao Brasil suas populações nativas.

“O incrível material iconográfico das expedições registrou sorrisos francos ou acanhados, olhares cismados ou confiantes, tarefas do corpo e da alma. As mais de 200 imagens do livro “Rondon: inventários do Brasil, 1900-1930”, muitas delas inéditas, têm força evocativa e documental: quando associadas aos textos, trazem uma estranha sensação de proximidade com o passado e um desejo de refazer os passos da Comissão Rondon, alertando aqueles homens e mulheres quanto aos rumos do futuro.”

Um historiador americano especialista na história do Brasil?
R. S. Rose morou por mais de 20 anos por aqui... Pesquisou para um perfil pouco óbvio de Filinto Müller, militar de destaque em determinado período político do país, tendo sido presidente do Senado, líder de dois partidos e chefe de polícia do governo autoritário de Vargas, dentre outras funções.

Filinto Müller serviu a quatro diferentes ditadores na história do Brasil, mandando torturar e matar suspeitos e adversários. 
Durante a Era Vargas, o militar, fiel cumpridor dos desígnios do ditador, não vacilou no papel de carrasco. Torturou, assassinou e deportou presos políticos e cidadãos inocentes, como Olga Benário Prestes.  Jamais foi processado e punido.

Trecho exclusivo:

“Filinto Müller era conservador, nacionalista e imperturbável em seu apoio a duas ditaduras, em guerra com um adversário persistente, seu adversário, a chamada ameaça comunista.

Ele foi um representante da geração de tenentes que pensava que eles, e somente eles, sabiam o que era melhor para o país. Sua receita para um Brasil melhor não incluía o comunismo de Luiz Carlos Prestes, mas sim a ditadura dos militares ‘sabichões’. Müller serviu aos governos autoritários de Vargas, Castello Branco, Costa e Silva e Médici com entusiasmos diferentes – mas os serviu”.




OS LACÔNICOS *

(*Título provisório... Imagem meramente ilustrativa)

                
"Quando a roda-gigante estacou no cavo do mundo, uma alegre gritaria invadiu o azul do céu. Sozinha, Eleonora não quis dividir o vagão com as amigas, o prazer e o medo pareciam validar todos os seus sentidos. 
A menina segurou firme a barra de segurança. 
Cada vez que o brinquedo parava e alguém subia na roda, balançavam os vagões num suave nhenhenhém. O estômago da menina estranhava. Arrepio. 
A roda Santa Rita era grande, grande, presa sabe lá como no alto de duas torres enferrujadas. Uma roda-gigante antiga, mas imponente para a idade birrenta de Eleonora. 
Andar sem nenhuma companhia naquele ferro-velho colorido, com as singelas luzinhas de quermesse quase sumidas na luminosidade da tarde, parecia um desafio corajoso.
   

Mas, Eleonora gosta de se por à prova." 

(Capitulo 1 do meu livro. Escritura iniciada há oito anos. Difícil finalizar...)

janeiro 12, 2018

ANTON TCHEKHOV

"Eles são honestos: 
não mentem sem necessidade."

FALA, NARCISO!

Mark Zuckerberg, anunciou uma mudança no feed de notícias do facebook: vai diminuir a quantidade de posts de empresas, marcas e páginas em geral, e aumentar a quantidade de conteúdos publicados pela família e pelos amigos do usuário:
 "O Facebook  precisa nos ajudar a conectar uns com os outros." – disse. Então tá. 

No Instagran, só quem ainda reconheço na rua...

RICA BANDIDAGEM


Paulo Maluf, 86 anos:

Na Papuda divide cadeia com um traficante  que  aguarda extradição, um acusado de falsificar concursos públicos e um médico traficante. Come mini-pizzas e refrigerantes. Malufete tem muitos simpatizantes na minha cidade. Logo,  solto.
Jair Bolsonaro, 62 anos:
Emprega em seu gabinete, desde 2003, a mulher de seu caseiro, uma vendedora de açaí que vive em Mambucaba, distrito de Angra dos Reis (RJ) onde Bolsonaro tem uma casa de veraneio. Mesmo morando na praia, a funcionária fantasma Walderice Santos da Conceição, mudava de função no gabinete do fascista, mas não saia da praia. Hoje recebe um salário de R$ 1.351,46.  Bolsa vai fazer muitos votos por aqui... Solto.

Aécio Neves, 57 anos:
Foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao dono da JBS, Joesley Batista, e é alvo de nove inquéritos no STF. Aecinho pó tem a cara de Lajeado. Solto.

PARADIGMAS OPOSTOS

Em Porto Alegre, bistrôs, e cafés valorizam a fachada;
arvores e luzinhas para atrair os clientes.
Em Lajeado, a primeira providencia é cortar tudo...
Depois plantam arbustinho ou palmeirinha...
Cabeças de inha.

O MECENAS

“Oscar Cardoso Saraiva (1905–1986) foi um empresário gaúcho que dedicou anos de sua vida a alimentar o espírito com a riqueza das artes e dos livros.

Foi colecionador, admirador, e, mais do que isso, amigo de artistas e intelectuais de sua época, a quem acolhia no convívio de sua casa no bairro Moinhos de Vento e com quem se encontrava em locais da cidade de Porto Alegre.

Dessas amizades, aos poucos, Oscar construiu uma razoável coleção de quadros que se caracterizam por apresentarem pequenas dimensões."
(Passando batido pelo MBL...)
"A coleção é especial em tamanho 
e de muita qualidade no conjunto. "

 "A exposição traz obras de pintores consagrados como os estrangeiros Aldo Locatelli, italiano de Bergamo,  o catalão José Sicart e o tcheco Francis Pelichek; e brasileiros como o crítico e historiador de arte Oswaldo Teixeira do Amaral , Leopoldo Gotuzzo, Chlau Deveza, Edy Gomes Carollo, João Fahrion, Oscar Tecidio e, tantos outros relacionados neste catálogo que vem de ser publicado."
A mostra no MARGS, em Porto Alegre pode ser visitada 
de 13 de dezembro a 1º de fevereiro de 2018, com entrada franca.

janeiro 11, 2018

JOHN GUARE

"É incrível como um pouco do amanhã
pode compensar um monte de ontem."

QUE FURADA, SÉVERINE...

A Sereia do Mississipi  "Catherine Deneuve soa como aquele tio irritante dos almoços em família que não percebe que o mundo mudou" - reagiu Caroline De Haas, feminista francesa, ao manifesto que a atriz e outras cem intelectuais publicaram no Le Monde criticando o ‘ataque puritano’ de movimentos como o #metoo, que estimulam denúncia de assédio sexual.

Filmes de Catherine Deneuve  pra você curtir enquanto seu Lobo não vem...

Tristana, uma Paixão Mórbida
A Bela da Tarde
Repulsa ao Sexo  
A Cadela
O Último Metrô
Os Guarda-Chuvas do Amor
Pele de Asno
Fome de Viver

BONS TEMPOS

Em 2004, no Bistrô Neruda, um médico da minha cidade proferiu um papopalestra.

Entre outras coisas, aos poucos, a distinção entre homens e mulheres sumiria...  disse.  
Seremos todos hermafroditas e bissexuais... disse.
Estudos americanos, avançados...  disse. 

O médico foi embora, a maioria dos ouvintes voltou para suas casas com inquietas dúvidas. Uns bebuns, porém, continuaram no bistrô tecendo os mais conceptuais porquês.

Claro, culparam a água.
Depois o micro-ondas e suas radiações.
Depois todas as ondas  irradiadas, curtas e longas, eletromagnéticas,  cósmicas, infras, ultravioletas...  

Depois da bomba atômica, as criaturas  não sabem  mais o que fazem. Ou o que fizeram.

Então, no bistrô,  o biólogo franzino e bebedor moderado, sentenciou: é muito ultrassom nas grávidas.
“As radiações ionizantes não só veem o sexo do bebê, mas acabam afetando o sexo também. Por isso tantos gays. Há 35 anos que estão nascendo mais gays do que no passado.”


Está além das minhas capacidades perceber as interpretações  entre ciência e a vil humanidade.

CARMEN INOCENTE

O teatro do Maggio Musicale, de Florença, estreou uma ópera Carmen de Bizet com um final diferente...

Na proposta do diretor de cena Leo Muscato, a protagonista arrebata uma arma de Don José e o mata com um tiro. Quem morre no final é o o assediador, não sua vítima, como na obra original. 

A montagem quer denunciar o problema dos feminicídios. 

A violência contra as mulheres mata uma mulher a cada três dias na Itália. O público, no entanto, não gostou da alteração. 

Houve vaias e ataques nas redes sociais.

Em cada tempo, o seu Bizet.

POR UMA CHINA MAIS SAUDAVEL

A China não quer mais ser o depósito de lixo do planeta: proibiu as importações de certos tipos de resíduos sólidos do exterior que recebia desde os anos 80 de várias partes do mundo.

 O Ministério do Meio Ambiente chinês vai combater a degradação ambiental – antes tarde do que nunca...

E para se livrar da poluição atmosférica, chineses estão buscando as pequenas províncias do interior, com o seu ar fresco.  Estão atrás do pulmão limpo da China...

janeiro 10, 2018

GUTO LEITE







"vivo muitas vidas
adentro em mim
envelheço

feitoutro aliás
salvo os es
tupidamente completos

envelheço mais
das vidas
que não vivo"

FERNANDINHA


CONFIDENCIA

No Margs, em Porto Alegre.

Os mal-entendidos da vida são fruto da pouca leitura. 
É nela que me refugio. É nela que me re-situo.
Que busco entender as avalanches da vida.

CORREDOR VERDE


Essa talvez seja a  rua mais verde da minha cidade... Você pode fugir daqui quando o termometro marca 40º por ambos os lados: à esquerda, pelo cemitério. À direita, pela rodoviária.

PEQUENOS TRABALHOS PARA VELHOS PALHAÇOS


Estreou no Porto Alegre Verão.
Com Arlete Cunha, Sandra Dani e Zé Adão Barbosa. Direção de Adriane Mottola:

“Se ri, mas o gosto no fim das contas é amargo. Você ri daquelas pessoas, das implicâncias, das infantilidades, dos números... Mas a partir de um determinado momento tu vais sentindo a angústia de como estamos marcados por essa competição do mundo em que nós estamos vivendo. A partir deste recorte, em que a ternura do clown se mistura às angústias da vivência, também entram em pauta assuntos como a solidão e o velho artista sem trabalho.”


A primeira vez de Anna Carolina num teatro classudo como o São Pedro, com uma peça bacana. 
Deu muita sorte...

30 ARVORES ESTRATÉGICAS


Publicação realizada em 1998 por uma parceria da Sílvia Franz Marcuzzo  - texto e edição - e Paulo Brack - ilustração e consultoria técnica.

"Nesta cartilha são descritas 30 espécies arbóreas nativas do RS, selecionadas pela sua importância no meio ambiente, pela valorização de suas flores, folhas ou frutos, pelo valor econômico e utilidade da madeira, seu emprego medicinal ou ainda pela sua importância ecológica como fonte de alimento para fauna e fonte de renda para comunidades locais".

Açoita-cavalo, Angico rosa, Araçazeiros, Araticum-cagão, Aroeira-vermelha, Bacupari, Butiazeiro, Canela-ferrugem, Canela-sassafrás, Canjerana, Caroba, Carobinha, Cedro-rosa, Cerejeira do mato, Corticeira da serra, Corticeira do banhado, Embiruçu, Crindiúva, Ingá-feijão,  Ingá-ferradura,  Ipê amarelo, Jasmim-catavento, Licurana, Louro-pardo, Palmiteira, Pitangueira, Quaresmeira do litoral, Sobraji, Tarumã branco, Timbaúva.



Do feissibuqui de Gonçalo de Carvalho

NÃO DUVIDO


NÃO DUVIDO


outubro 04, 2017

MIA COUTO

"A aldeia, quanto mais pequena, 
mais carece de um louco.
Como se por via desse louco
 se salvassem, os restantes, 
da loucura."

SOBRE CRIATURAS OTIMISTAS


A obra mais importante do filósofo Voltaire chama-se Cândido.
Não li nem vou ler. 
Mas, dei uma folheada num pocket - quem diria que os clássicos franceses  acabariam na boca dos caixas dos supermercados?

Pesquisei no wikipedia: Cândido é um livro de sátiras que traz o personagem doutor Pangloss, um sujeito, ridiculamente, otimista.

Ó... meu feissibuqui ta cheio de gente panglossiana!

Très obligée à tous!

"Nada tão belo, tão lesto, tão brilhante, tão bem ordenado como aqueles dois exércitos. As trombetas, os pífanos, os oboés, os tambores, os canhões, formavam uma harmonia como jamais a houve no inferno."

EXPLICAÇÃO AOS SÍNDICOS DA MORAL

Para o desavisado, de outras plagas, que furunga este blog... Marta Medeiros é cronista no jornal Zero Hora, em Porto Alegre:









O que não se omite, se esconde...
Começaram a dar visibilidade aos suicídio no estado, em Lajeado, onde vivo.
Ta na hora de dar visibilidade à pedofilia, que é crescente nessa cidade.

Pedófilo, imbecil, não ta em museu. Ta no teu lado disfarçado de tio, professor, advogado e até mesmo presidente de associação de bairro... Sai das redes sociais, do teu mundinho faz-de-conta e cheio de orações, e cai na real.

À PROPÓSITO...


maio 26, 2017

RALPH ELLISON


"A compreensão da arte depende de sua vontade,
 finalmente, para entender sua humanidade 
e seu conhecimento da vida humana."

ERA UMA VEZ...

 Escultura de Michel Hirt

... uma linda bailarina que dançava todas as noites no Teatro Faqueiro. Mas, por um guerreiro que cuidava da portaria do teatro, os mais lindos ciseaux.



Ao apresentar pela quinta vez o balé “Quebra-Nozes” de Tchaikovsky para o povo da Gaveta, o inesperado: as colheres, garfos e facas sentiram um forte cheiro de queimado e saíram em correria abandonando a plateia.


Assustada, a bailarina também quis fugir. Mas junto ao proscênio acabou barrada por uma invejosa concha de plástico e um horripilante garfo escargot, com seus dois dentes curtos e ameaçadores, surgindo pelo alçapão do palco.

 Poderia ser trágico se não fosse heroico: o porteiro-guerreiro arriscou a própria vida para salvar a bailarina e todas pequenas colherinhas que aguardavam nas coxias. Empunhou seu escudo e protegeu as jovens do fogo e dos maldosos concha e garfo. 

 Escultura de Michel Hirt


Felizmente, quase todos conseguiram escapar. Mas, quando os bombeiros chegaram para apagar o incêndio, óóó... O Teatro Faqueiro já tinha virado cinzas.



E a concha e o garfo? - perguntou João Francisco.
Derretidos para sempre.
.
.
.
.
Morreram, vó?
Balancei a cabeça, afirmativa. Ele pensou um instante:
Malvados, né? - sorriu.
É.
.
.
.
.
(Minha pedagogia é do tempo dos Irmão Grimm)